Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Beers with Popcorn

Beers with Popcorn

Ser namorada de um cervejeiro caseiro é ...

 Isto vai ser um desabafo, de alguém que já teve à beira de vários ataques de nervos! Quem diz que é fácil está a mentir! Não é nada fácil, aliás espero ter alguém desse lado que me compreenda.  Começou à três anos atrás, quando me disseram..." vou comprar um kit de cerveja, já não faço isto à muito tempo!" E eu aceitei e até achei piada... ao início, sim ao início, ainda não sabia o que iria sobrar para mim. Quando me explicaram o processo de fazer cerveja de kit concentrado, achei bastante fácil, e alinhei na cena. Naquela altura ainda era numa panela em cima do fogão com os bicos todos ligados! Era um terror! Primeiro que a água fica-se quente... credo! Mas como era a primeira vez, a ansia da expectativa de como seria fez o tempo passar depressa. O cozinhado correu bem, e lá metemos o balde a fermentar no quarto ao lado do nosso. Durante a noite ouvia-se, "glú,glú,glú...", mal eu sabia que este som iria-me trazer tanta felicidade... O meu primeiro drama veio umas semanas depois, LAVAR GARRAFAS!!! ODEIO! ODEIO! ODEIO! Acho que fiquei com trauma desde a primeira vez! QUE SECA! E meter as caricas?! Santa paciência!!! É por isso que hoje em dia, raramente metemos em garrafa. Foi a única coisa que o meu namorado não me conseguiu mesmo obrigar a fazer! Chegamos até a estragar cerveja, porque na altura de a por em garrafa, ninguém queria ter esse trabalho!!

 

 

1º Festival de Cerveja Artesanal de Inverno em Portugal

Chama-se Pátio da Cerveja, e irá decorrer entre 29-31 de Janeiro 2015, no mercado de Santa Clara em Lisboa. É músicaaaaa para os meus ouvidos!!!! Entre os 9 produtores de cerveja artesanal portugueses, já estão confirmados alguns dos nosso amigos. São eles: a Vadia, a Bolina, a  Letra, a Celinda e a Praxis. A Cerveteca também vai estar presente, com as suas belas cervejas artesanais internacionais. Mas não é tudo!!  Para além das bebidas, também ouvi dizer que vai haver comidinha... ahh pois! Até porque estas cervejas podem ser manhosas se forem consumidas de barriguinha vazia, falo por experiência própria! Um restaurante no recinto e alguns stands com petiscos eeee Porco no espeto!! hummmm.... Já estão convencidos? Não? As meninas e os meninos friorentos que não se preocupem... o evento é num mercado coberto, e para além disso há aquecedores a gás. Ok? Não há desculpas! Podem levar as crianças também! A desculpa do frio não cola. E tem muita sorte, porque se isto fosse na Rép. Checa ou noutro país do norte da europa... era mesmo na rua com neve! E as crianças vão, ás vezes ainda em carrinhos de bebé. As mamãs ouviram bem?

Para os interessados na parte teórica da cerveja, e para os nerds curiosos, não se preocupem que também vão aprender algumas coisitas novas! Vai haver open talks moderados em que todos os produtores vão ter um tempo para falar para todos vocês,  acerca das suas cervejas. O que será muito interessante! Não é todos os dias que se pode aprender alguma coisa com os mais experientes e com os que têm sucesso! Também está previsto workshops e palestras cervejeiras. Já tão mais descansadinhos? Pronto! Sempre podem dizer que foram para um mini congresso cervejeiro, em fez de usarem a palavra festival! Mas será possível, haver so congressos e palestras cervejeiras com provas e tudo,  sem haver festa a seguir? hmmm não me parece... acho que faz parte! Alías eu vou por essa parte, é a minha favorita! O convívio, provar coisas novas, conversar, criar e manter amizades.

Para animação, tirando o pessoal que bebe que sempre anima o ambiente. O cartaz é, Lazy Funkers no dia 31e DJ FLORA  para animar as noites de 30 e 31 de Janeiro.

Entrontramo-nos lá?

10904595_652217494901309_3290823570573213333_o.jpg

 

Tasting, tasting, tasting (1)

Ando aqui no meu computador às voltas e descobri que tenho imensas fotos em que estou a provar cervejas pela primeira vez! E porque não partilhá-las com a malta? Ora é mesmo isso que vou fazer... Mas calma! Tem de ser poucas de cada vez, para não parecer uma alcoólica! Até porque desde que entrei em 2015 que estou em modo detox, é isso mesmo, detox. Ando a fazer de tudo para o meu querido amigo fígado não se ir embora, até porque ainda tenho muito para provar... 

 

 

2013-04-01 15.45.05.jpg

 

2013-04-01 16.09.09.jpg

2013-04-01 18.40.08.jpg

 Começo pela minha cerveja favorita! Ai que saudades!!!  Já estou a salivar!  Não há cerveja como esta!  A Pilsner Urquell, a famosa bohemian pilsener!!! http://pilsnerurquell.com/ E esta não é pasteurizada nem filtrada e só se bebe aqui!  Estas fotos foram tiradas na cidade onde ela é feita, em  Pilsen no restaurante Na spilce http://www.naspilce.com/ . Recomento vivamente!!! É sem dúvida uma visita obrigatória a todos os amantes de cerveja! Depois desta, todas as outras pilseners ficam atrás!

 

 

 

Bem vindos!

Como este é o meu primeiro post, vou começar por contar um bocadinho da história desta ideia de criar este blog, que acima de tudo é o primeiro blog que faço! Este é um projeto que já venho a pensar nele à muito tempo.

Ora bem, por onde é que hei-de começar...

Acho que desde sempre que me lembro que gosto de cerveja. Que me lembre, a memória mais antiga que tenho desta vida boémia sou eu ainda criança a limpar a espuma toda das cervejas do meu pai na cervejaria Portugália, quando ainda só havia a da Almirante Reis. Eu achava a espuma deliciosa, e era super divertido. Era a cervejaria preferida da família toda, principalmente do meu pai, que o fazia lembrar das belas, longas e tardias noites que lá passou! Então, vai não vai, lá ia a famelga toda para a Portugália jantar ou almoçar, eram sempre refeições muito longas! Porque será? O que vale é que aquele sítio era excelente para levar os míudos, havia sempre muito barulho e muita confusão, portanto nós crianças não chamávamos a atenção nem incomodávamos os outros clientes. Para além do mais os bancos corridos, eram ótimos para dormirmos e deixarmos os adultos em paz.

Depois dessa fase, até ir para a Universidade na Rép.Checa, bebia e conhecia ainda muitas poucas cervejas. Quando mudei para fora, é que aos poucos comecei a tomar um gosto diferente pela cerveja. Haviam tantas, cada uma diferente da outra,  em todas as cidades ou vilas, existem cervejas diferentes. E artesanais nem se fala. Ainda me lembro de ir a caminho da faculdade, por volta das 7 da manhã, e estar um cheiro intenso no ar da brassagem da fábrica da Starobrno. Os meus colegas diziam sempre " lá cheira a néstum outra vez"! Nessa altura, sabia lá eu o que era a brassagem... Era apenas uma apreciadora. E assim foi, este gosto começou a crescer, e neste momento sei que já provei muitas, mas nada se compara ao que existe por esse mundo fora, e aquelas que ainda hei de provar!

Quem diz que mulher não aprecia cerveja não é verdade, todas as minhas colegas adoram, e apreciam. Somos tão boémias como os homens. E se não somos, deviamos ser! Nada melhor do que acabar um dia de aulas, ou de trabalho, e ir para um pub. Com uma caneca na mão, fala-se, ri-se, chora-se,  faz-se novos amigos e criam-se memórias, memórias que vale a pena guardar. Que saudades dos pubs...

Passados uns anos, comecei a fazer cerveja por iniciativa do meu namorado. Ele pegou-me este bichinho cervejeiro! E por isso mesmo tenho de lhe agradecer, por me ter ensinado e envolvido neste mundo. Hoje fico contente por ver o nosso país a crescer nesta área, com mais cervejeiros, e com mais malta a provar e a apreciar.

Foi por isso mesmo que tive esta ideia, de criar este cantinho. Aqui vou partilhar tudo o que já foi e tudo o que é "cerveja" na minha vida e no meu dia a dia...  e muito mais do que isso, porque afinal de contas, isto é um blog feminino! Enjoy it...